Ver programação
WhatsApp

12 9 9147.9469

São Jose dos Campos- SP
Por reajuste, sindicato ameaça greve no transporte da região - Alternativa Fm

Cidades

24/06/2016 às 08h12 - Atualizada em 24/06/2016 às 08h12

Por reajuste, sindicato ameaça greve no transporte da região

administrador
São Paulo - SP

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba subiu o tom e ameaça deflagrar, na próxima semana, uma greve geral nas empresas de transporte coletivo de São José, Taubaté, Jacareí e Caçapava, em protesto pelo impasse nas negociações da campanha salarial da categoria.

O movimento pode afetar cerca de 280 mil pessoas que dependem do serviço nas quatro cidades. Os funcionários das empresas de ônibus reivindicam a reposição da inflação medida nos últimos 12 meses pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), de 9,83%, mais aumento real de 5%.

As empresas ofereceram 7% e alegam que o reajuste colocaria o salário de motoristas e cobradores da região entre os maiores do país, acima de cidades como São Paulo, Campinas e Curitiba.

"Esperamos que o sindicato reflita e apresente a proposta completa à categoria, o que até agora não foi feito", afirmou a Avetp (Associação Vale Paraibana das Empresas de Transporte de Passageiros), em nota publicada ontem em O VALE. "Certamente será compreendida e aceita evitando sacrificar a população", completou a entidade.

Negociação. Segundo o sindicato, ele reduziu o pedido de reajuste para 11% e que não aceita mudanças que as empresas teriam proposto para a jornada dos cobradores. Eles fazem 7h20 por dia e as empresas querem ampliar para 8h40, com dois dias de folga por semana e não um. A jornada de motoristas não mudaria.

"Mexer na jornada dos cobradores é o primeiro passo para acabar com a categoria", disse o sindicalista João de Fátima Oliveira. "Se as empresas não melhorarem a proposta a única saída será mobilizar a categoria para paralisações na próxima semana", afirmou.

O sindicato divulgou ontem uma carta à população sobre a greve. A entidade diz que vem comunicando prefeituras e as empresas sobre a paralisação.

Cidades. A Prefeitura de Taubaté disse que não foi notificada sobre uma possível paralisação. A de Caçapava disse que terá reunião com o sindicato na segunda-feira. A de São José disse que acompanha a negociação e que se já se reuniu com as duas partes. A de Jacareí não se manifestou.

Por Xandu Alves
Bruna Soares
Danilo Alvim

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 85 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
contador grátis