Ver programação
WhatsApp

12 9 9147.9469

São Jose dos Campos- SP
Com 'mão de ferro', polícia cria nova operação para baixar taxa de violência em toda a RMVale. - Alternativa Fm

Polícia

11/07/2016 às 08h59 - Atualizada em 11/07/2016 às 09h00

Com 'mão de ferro', polícia cria nova operação para baixar taxa de violência em toda a RMVale.

administrador
São Paulo - SP

Segurança máxima. Equipe da Força Tática da Polícia Militar durante operação na Avenida Andrômeda, egião Sul de São José

O comando da Polícia Militar criou uma força-tarefa para reforçar a guerra contra a criminalidade nos municípios da RMVale e baixar a taxa de violência na região, a recordista em casos de homicídio e de latrocínio (o roubo seguido de morte) em todo o interior de São Paulo.

É a Operação Mão de Ferro, que é planejada pelo CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior), unidade que tem sede em São José e chefia a corporação no Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira.

A ação, que deve ser realizada em várias regiões da RMVale, trata-se de uma nova estratégia de segurança, com reforço das modalidades de policiamento ostensivo. O alvo prioritário é o tráfico de drogas, que, de acordo com a PM, é responsável por 80% dos assassinatos ocorridos no Vale.

Para uma ação cirúrgica, os policiais analisam os indicadores criminais e optam por realizar a operação nos pontos com maior vulnerabilidade.

A força-tarefa lança mão de vários modelos de policiamento, como o Águia, as tropas do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), Força Tática, policiais de moto e ambientais, entre outros.

A Mão de Ferro foi realizada esta semana nas regiões leste e sul de São José, que são recordistas em assassinatos na cidade, e também no Vale Histórico, em Guaratinguetá e Cunha.

Números.
As estatísticas oficiais do Estado apontam que a RMVale é líder em homicídios e latrocínios no interior paulista, com 194 vítimas entre janeiro e maio. No período, a região registrou 180 homicídios (aumento de 2,85% da taxa na comparação com o mesmo período do ano passado, quando teve 175 casos) e 14 latrocínios (o aumento foi de 27,2% em relação a 2015, quando o Vale teve 11 vítimas no período).

A média está acima de um assassinato a cada 24 horas na região. Os índices estão na contramão da média estadual, que teve queda no número de homicídios (uma queda de 13,98%) e latrocínios (registraram redução de 7,28%).

A RMVale está a frente de outras nove regiões do interior -- Campinas (100 homicídios e 6 latrocínios), Ribeirão Preto (111 e 10), Bauru (75 e 3), Baixada Santista (76 e 13), São José do Rio Preto (36 e 4), Presidente Prudente (22 e 0), Araçatuba (43 e 2), Piracicaba (113 e 4) e Sorocaba (79 e 8).

Em números absolutos, só é ultrapassada pela capital (387) e Grande São Paulo (322) -- no entanto, o Vale é proporcionalmente mais violento do que as duas áreas, segundo os dados oficiais do Estado.

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 116 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados