Ver programação
WhatsApp

12 9 9147.9469

São Jose dos Campos- SP
Morador do 'Fusca' às margens da Estrada Velha ganha casa e vive dia de celebridade. - Alternativa Fm

Especiais

22/02/2016 às 09h46 - Atualizada em 22/02/2016 às 09h46

Morador do 'Fusca' às margens da Estrada Velha ganha casa e vive dia de celebridade.

Aline Dias
São Paulo - SP

Meu Fusca, Minha Vida. Foto: Claudio Vieira/O VALE

O banco desconfortável dará lugar a uma cama espaçosa e macia. Documentos guardados no porta-luvas agora ficarão no armário novo em folha. O aposentado João Cassiano da Silva, de 73 anos, fechou ontem as portas de seu Fusca e abriu uma janela para novos horizontes.

O idoso de São José dos Campos, que transformou seu carro em casa durante um ano, recebeu as chaves do apartamento que ganhou no “Minha Casa, Minha Vida”. A história foi contada por O VALE em dezembro do ano passado.

A partir de agora, João Cassiano vai deixar de viver espremido no banco traseiro do veículo modelo 1973, estacionado às margens da Estrada Velha Rio-SP, no bairro Galo Branco, na zona leste.

Sorteado no ano passado, o aposentado vai morar no residencial Colinas 2, no Cajuru, também região leste. “A prefeitura ligou e disse que a entrega aconteceria 10h. Cheguei duas horas antes, de tão ansioso”, afirmou.

Celebridade. A história de João Cassiano correu o Brasil após ser publicada na páginas de O VALE. Ontem, ele viveu uma manhã de celebridade na cerimônia de entrega das 400 unidades habitacionais.

O programa do Gugu e o Balanço Geral, ambos exibidos pela Rede Record de Televisão, foram mostrar a história do pedreiro aposentado. Após dar entrevistas, acabou surpreendido pela emissora: ganhou a mobília de seu apartamento térreo, de 43 metros quadrados.

“Quando tranquei o fusca para vir buscar a chave, não imaginava que tudo isso aconteceria comigo. Se o ano passado foi de muita dificuldade, 2016 tem sido maravilhoso”, comemorou.

Visita. Para fechar o dia, João Cassiano ainda recebeu uma visita ilustre. O prefeito de São José, Carlinhos Almeida (PT), passou para parabenizá-lo pessoalmente. “A gente é humilde, mas o senhor pode vir sempre que quiser”, disse ao petista.
“A primeira comida que irei fazer por aqui vai ser moela de frango”, completou.

Em tempo: o aposentado decidiu vender o Fusca que, durante todo o ano passado, serviu como lar. “A manutenção ia custar caro. Vou sentir saudade dele”, concluiu. Por João Paulo Sardinha

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 166 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados